As subespécies de Fuchsia regia (Vand. ex Vell.) Munz (Onagraceae) ocorrentes no Rio Grande do Sul, Brasil

Daniele Munareto Rodrigues, Rodrigo B. Singer

Resumo


O gênero Fuchsia L. possui 107 espécies incluídas em 12 seções, sendo as oito espécies brasileiras exclusivamente da seção Quelusia (Vand.) DC. No Rio Grande do Sul ocorrem duas subespécies de F. regia (Vand. ex Vell.) Munz: F. regia subsp. reitzii P. Berry e F. regia subsp. serrae P. Berry. O presente trabalho consiste em uma revisão detalhada das características morfológicas normalmente utilizadas para separá-las. Efetuou-se uma análise crítica dos caracteres através de revisão da literatura, consulta a materiais de herbário e análise de plantas coletadas em campo. O grau de soldadura das sépalas em plantas de F. regia subsp. serrae oriundas do Rio Grande do Sul é extremamente variável e, portanto, não é confi ável como caráter diagnóstico. Nesta subespécie a característica distintiva mais confi ável é a persistência das estípulas. É apresentada uma chave para identifi cação das subespécies, descrições morfológicas e dados relativos à distribuição dos táxons no Estado.


Palavras-chave


brinco-de-princesa, sul do Brasil, taxonomia

Texto completo:

PDF

Referências


Berry, P.E. 1989. A systematic revision of Fuchsia section Quelusia (Onagraceae). Annals of the Missouri Botanical Garden. 76: 532-584.

Berry, P.E., Hahn, W.J., Sytsma, K.J., Hall, J.C. & Mast, A. 2004. Phylogenetic relationships and biogeography of Fuchsia (Onagraceae) based on noncoding nuclear and chloroplast DNA data. American Journal of Botany 91(4): 601-614.

Decreto nº 38.400, de 16 de abril de 1998. Instituiuse como Flor-símbolo do Estado do Rio Grande do Sul, a espécie “Brinco-de-princesa”, Fuchsia regia (Vell.) Munz, da família Onagraceae. Site ofi cial da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. Disponível em: http://www.al.rs.gov.br/legis. Acessado em 10.01.2013.

Decreto nº 42.099, de 31 de dezembro de 2002. Declara as espécies da fl ora nativa ameaçadas de extinção no Estado do Rio Grande do Sul. Site ofi cial da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul. Disponível em: http:// www.al.rs.gov.br/legis. Acessado em 23.01.2013.

Falkenberg, D.B. 2011. Fuchsia regia – binco-de-princesa. In Espécies nativas da fl ora brasileira de valor econômico atual ou potencial: Plantas para o futuro – Região Sul. (L. Coradin, A. Siminski & A. Reis, eds).

Ministério do Meio Ambiente, Brasília, p. 764-767.

Specieslink. 2009. Specieslink: dados e ferramentas. Disponível em: http://splink.cria.org.br/ Acessado em 16.11.2011.

Thiers, B. 2012. Index Herbariorum: A global directory of public herbaria and associated staff. New York Botanical Garden’s Virtual Herbarium. Disponível em: http://sweetgum.nybg.org/ih/ Acessado em 19.09.2012.

Vieira, A.O.S. 2014. Onagraceae em Lista da flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro. Disponível em: http://fl oradobrasil.jbrj.gov.br Acessado em 05.02.2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2446-8231

Indexadores: Aquatic Sciences and Fisheries Abstract (ASFA) | Biological Abstract | Biosis Previews | Google Acadêmico | Latindex | Qualis-CAPES | Scopus | Web of Science – Institute for Scientific Information (ISI)