Efeito da salinidade no desenvolvimento inicial de mudas de Mimosa scabrella Benth

Eduarda Demari Avrella, Aquelis Armiliato Emer, Luciana Pinto Paim, Claudimar Sidnei Fior, Gilmar Schafer

Resumo


Em condições naturais, as plantas estão sujeitas a estresses que limitam seu desenvolvimento e chances de sobrevivência, como é o caso da salinidade do solo. Objetivou-se avaliar os efeitos da salinidade no desenvolvimento inicial de mudas de bracatinga. Utilizou-se delineamento inteiramente casualizado em arranjo fatorial 2 (0 e 3 g/L de fertilizante de liberação lenta) x 5 (soluções de NaCl em potenciais osmóticos de 0,0; -0,1; -0,2; -0,3 e -0,4 MPa), com três repetições. Nos menores níveis de salinidade (0,0; -0,1 e -0,2 MPa) as plantas adubadas apresentaram resultados superiores para altura, diâmetro do colo, volume de raiz, massa seca de raiz e parte aérea, e sobrevivência; e em elevados níveis (-0,3 e -0,4 MPa) não houve influência da adubação. Portanto, a espécie apresenta potencial para o cultivo em solo salino, pois o desenvolvimento inicial das mudas ocorreu satisfatoriamente em condições análogas a essas.

Palavras-chave


bracatinga, estresse, espécie nativa, substrato

Texto completo:

PDF

Referências


Agostinetto, D. & Fleck, N.G. 2001. Estresse salino: efeitos e mecanismos de resposta em plantas. Agropecuária Clima Temperado 4:451-464.

Avrella, E.D., Baratto, B., Lucchese, J.R., Navroski, M.C. & Fior, C.S. 2017. Estresse hídrico e salinidade na germinação de sementes de Mimosa scabrella Benth. Revista Espacios 38(47):24-34.

Behling, A., Perrando, E.R., Bamberg, R., Sanquetta, C.R. & Nakajima, N.Y. 2013. Efeito da nutrição no crescimento de mudas de Bauhinia forficata Link. Interciência 38:139-144.

Betoni, R., Scalon, S.D.P.Q. & Mussury, R.M. 2011. Salinity and temperature in the germination and vigor of Guazuma ulmifolia LAM. (Sterculiaceae) seeds. Revista Árvore 35:605-616.

Bissani, C.A., Gianello, C., Camargo, F.A.O. & Tedesco, M.J. 2008. Fertilidade dos solos e manejo da adubação de culturas. Metrópole, Porto Alegre. 344 p.

Brocardo, N.C.M.E. 2013. Caracterização e avaliação da eficiência simbiótica de diazotróficos isolados de bracatinga. Dissertação 66 f. Universidade do Estado de Santa Catarina, Lages.

Brondani, G.E., Silva, A.J.C., Rego, S.S., Grisi, F.A., Nogueira, A.C., Wendling, I. & Araujo, M.A.D. 2008. Fertilização de liberação controlada no crescimento inicial de angico-branco. Scientia Agrária 9:167-176

Calbo, M.E.R. & Moraes, J.A.P.V.D.E. 2000. Efeitos da deficiência de água em plantas de Euterpe oleraceae (açaí). Brazilian Journal of Botany 23:225-230.

Cavins, T.J., Whipker, B.E., Fonteno, W.C., Harden, B., McAll, I. & Gibson, J.L. 2000. Monitoring and managing pH and EC using the PourThru extraction method. Horticulture Information Leaftet 7:1-17.

Elli, E.F., Cantarelli, E.B., Caron, B.O., Monteiro, G.C., Pavan, M.A., Pedrassani, M. & Eloy, E. 2013. Osmocote no desenvolvimento e comportamento fisiológico de mudas de pitangueira. Comunicata Scientiae 4:377-384.

Elsheikh, E.A.E. & Wood, M. 1995. Nodulation and N2 fixation by soybean inoculated with salt-tolerance Rhizobia or salt-sensitive Bradyrhizobia in saline soil. Soil Biology & Biochemistry 27:657-661.

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa. 1999. Sistema brasileiro de classificação de solos. Embrapa Solos, Rio de Janeiro. 412 p.

Farias, S.G.G., Santos, D.R., Freire, A.L.O. & Silva, R.B. 2009. Growth and mineral nutrition of Gliricidia sepium ((Jacq.) Kunth ex Steud) seedlings in nutrien solution under saline stress. Revista Brasileira de Ciência do Solo 33:1499-1505.

Fernandes, A.R., Carvalho, J.G., Curi, N., Pinto, J.E.B.P. & Guimarães, P.T.G. 2002. Nutrição mineral de mudas de pupunheira sob diferentes níveis de salinidade. Pesquisa Agropecuária Brasileira 37(11):1613-1619.

Fior, C.S., Calil, A.C. & Leonhardt, C. 2004. Siphocampylus betulaefolius (Cham.) G. Don: propagação e o potencial ornamental. Iheringia. Série Botânica 59:207-210.

Freitas, R.O., Nogueira, N.W., Oliveira, F.N., Costa, E.M. & Ribeiro, M.C.C. 2010. Efeito da irrigação com água salina na emergência e crescimento inicial de plântulas de jucá. Revista Caatinga 23:54-58.

Garg, N. & Singla, R. 2004. Growth, photosynthesis, nodule nitrogen and carbono fixation in the chickpea cultivars under salt stress. Brazilian Journal of Plant Physiology 16:137-146.

Gheyi, H.R., Dias, N.S. & Lacerda, C.F. 2010. Manejo da salinidade na agricultura: estudos básicos e aplicados. Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia em Salinidade, Fortaleza. 472 p.

Gomes, J.M. & Paiva, H.N. 2013. Viveiros florestais: propagação sexuada. Universidade Federal de Viçosa, Viçosa. 116 p.

Guimarães, I.P., Oliveira, F.N., Vieira, F.E.R. & Torres, S.B. 2013. Efeito da salinidade da água de irrigação na emergência e crescimento inicial de plântulas de mulungu. Revista Brasileira de Ciências Agrárias 8:137-142.

Harter, L.S.H., Harter, F.S., Deuner, C., Meneghello, G.E. & Villela, F.A. 2014. Effect of salinity on physiological performance of mogango seeds and seedlings. Horticultura Brasileira 32:80-85.

Kozlowski T.T. 1997. Responses of woody plants to flooding and salinity. Tree Physiology Monograph 1:1-29

Larcher, W. 2000. Ecofisiologia vegetal. RiMa, São Carlos. 531 p.

Lorenzi, H. 2002. Árvores brasileiras: manual de identificação e cultivo de plantas arbóreas nativas do Brasil. Instituto Plantarum, Nova Odessa. 352 p.

Mazuchowski, J.Z., Rech, T.D. & Toresan, L. 2014. Bracatinga (Mimosa scabrella Bentham): cultivo, manejo e usos da espécie. Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina, Florianópolis. 365 p.

Medeiros, E.V., Silva, K.J.P., Martins, C.M. & Borges, W.L. 2007. Tolerância de bactérias fixadoras de nitrogênio provenientes de municípios do Rio Grande do Norte à temperatura e salinidade. Revista de Biologia e Ciências da Terra 7:160-168.

Natale, W., Lima Neto, A.J., Rozane, D.E., Parent, L.E. & Corrêa, M.C.M. 2018. Mineral nutrition evolution in the formation of fruit tree rootstocks and seedlings. Revista Brasileira de Fruticultura 40(6):e-133.

Navroski, M.C., Berghetti, A.L.P., Fenilli, T.A.B., Buss, R., Pereira, M.O. & Turchetto, F. 2018. Adubação de mudas em viveiros florestais. In Produção de sementes e mudas: um enfoque à silvicultura (M.M. Araújo, M.C. Navroski & L.A. Schorn, eds.) Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, p. 237-257.

Nogueira, N.W., Lima, J.S.S., Freitas, R.M.O., Ribeiro, M.C.C., Leal, C.C.P. & Pinto, J.R.S. 2012. Efeito da salinidade na emergência e crescimento inicial de plântulas de flamboyant. Revista Brasileira de Sementes 34:466-472.

Pereira, A.M., Queiroga, R.C.F., Silva, G.D., Nascimento, M.G.R. & Andrade, S.E.O. 2012. Germinação e crescimento inicial de meloeiro submetido ao osmocondicionamento da semente com NaCl e níveis de salinidade da água. Revista Verde 7:205-211.

Rego, S.S., Ferreira, M.M., Nogueira, A.C., Grossi, F., Sousa, R.K., Brondani, G.E., Araujo, M.A. & Silva, A.L.L. 2011. Estresse hídrico e salino na germinação de sementes de Anadenanthera colubrina (Veloso) Brenan. Journal of Biotechnology and Biodiversity 2:37-42.

Ribeiro, M.R., Freire, F.J. & Montenegro, A.A.A. 2003. Solos halomórficos do Brasil: ocorrência, gênese, classificação, uso e manejo sustentável. In Tópicos em ciência do solo (Curi, N., Marques, J.J., Guilherme, L.R.G., Lima, J.M., Lopes, A.S. & V.H. Alvarez, eds.). Sociedade Brasileira de Ciência do Solo, Viçosa, p. 165-208.

Rossa, U.B., Angelo, A.C., Nogueira, A.C., Westphalen, D.J., Bassaco, M.V.M., Milani, J.E.F. & Bianchin, J.E. 2013. Fertilizante de liberação lenta no desenvolvimento de mudas de Schinus terebinthifolius e Sebastiania commersoniana. Floresta 43:93-104.

Saueressig, D. 2014. Plantas do Brasil: árvores nativas. Editora Plantas do Brasil, Irati. 432 p.

Schossler, T.R., Machado, D.M., Zuffo, A.M., Andrade, F.R. & Piauilino, A.C. 2012. Salinidade: efeitos na fisiologia e na nutrição mineral de plantas. Enciclopédia Biosfera 8(15):1563-1578.

Serrano, L.A.L., Cattaneo, L.F. & Ferreguetti, G.A. 2010. Adubo de liberação lenta na produção de mudas de mamoeiro. Revista Brasileira de Fruticultura 32:874-883.

Silva, F.L.B., Lacerda, C.F., Sousa, G.G., Neves, A.L.R., Silva, G.L. & Sousa, C.H.C. 2011. Interaction between water salinity and bovine biofertilizer on the cowpea plants. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental 15:383-389.

Tobe, K., Li, X. & Omasa, K. 2000. Seed germination and radicle growth of a halophyte, Kalidium capsicum (Chenopodiaceae). Annals of Botany 85:391-396.

Veras, R.P., Laime, E.M.O., Fernandes, P.D., Soares, F.A.L. & Freire, E.D. 2011. Plant height, stem diameter and production of jatropha irrigated under different salinity levels. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental 15:582-587.

Verslues, P.E., Agarwal, M., Katiyar-Agarwal, S., Zhu, J. & Zhu, J-K. 2006. Methods and concepts in quantifying resistance to drought, salt and freezing, abiotic stresses that affect plant water status. The Plant Journal 45:523-539.

Yahya, A. 1998. Salinity effects on growth and on uptake and distribution of sodium and some essential mineral nutrients in sesame. Journal of Plant Nutrition 21:1439-1451.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2446-8231

Indexadores: Aquatic Sciences and Fisheries Abstract (ASFA) | Biological Abstract | Biosis Previews | Google Acadêmico | Latindex | Qualis-CAPES | Scopus | Web of Science – Institute for Scientific Information (ISI)