Check-list das Orchidaceae do estado de Mato Grosso do Sul, Brasil

Fábio de Barros, Climbiê Ferreira Hall, Vespasiano Borges de Paiva Neto, João Aguiar Nogueira Batista

Resumo


É apresentada uma listagem atualizada das orquídeas ocorrentes naturalmente no estado do Mato Grosso do Sul, bem como comentários sobre novas ocorrências e comparações com inventários anteriores. A lista apresentada traz 211 espécies em 88 gêneros, o que representa um aumento
de aproximadamente 142% no número de espécies quando se compara com a Lista de Espécies da Flora do Brasil e de cerca de 29% quando se compara com a outra listagem disponível para o Mato Grosso do Sul. Das espécies listadas, 36 representam novas ocorrências para o estado.


Palavras-chave


flora, orquídeas, região Centro-Oeste

Texto completo:

PDF

Referências


Atwood, J.T. 1986. The size of the Orchidaceae and the systematic distribution of epiphytic orchids. Selbyana 9: 171-186.

Barros, F., Vinhos, F., Rodrigues, V.T., Barberena, F.F.V.A., Fraga, C.N., Pessoa, E.M, Forster, W., Menini Neto, L., Furtado, S.G., Nardy, C., Azevedo, C.O. & Guimarães, L.R.S. 2015. Orchidaceae In Lista de Espécies da Flora do Brasil. Jardim Botânico do Rio de Janeiro, Rio de Janeiro. Disponível em: http://floradobrasil.jbrj.gov.br/jabot/floradobrasil/FB179. Acessado em 14.09.2015.

Bocchese, R.A., Costacurta, M.B. & Souza, W. 2011. Ocorrência de orquídeas nativas em trechos de mata ciliar do Rio Sucuriu, Município de Costa Rica - MS. In Anais do Encontro sobre Orquídeas Nativas e Adaptadas ao Cerrado Brasileiro (V.B. Paiva Neto, ed.). Universidade

Federal do Mato Grosso do Sul, Chapadão do Sul, p. 43-46.

Bocchese, R.A. 2015. Orquídeas – MS: Espécies nativas do Mato Grosso

do Sul. Disponível em: http://orquideas-ms.blogspot.com.br/2012/06/

dendrobium-floribundum.html. Acessado em 14.02015.

Boldrini, I.I., Trevisan, R. & Schneider, A.A. 2008. Estudo florístico e fitossociológico de uma área às margens da lagoa do armazém, Osório, Rio Grande do Sul, Brasil. Revista Brasileira de Biociências 6(4): 355-367.

Chase, M.W., Cameron, K.M., Barret, R.L. & Freudenstein, J.V. 2003. DNA data and Orchidaceae systematics: a new phylogenetic classification. In Orchid conservation (K.W. Dixon, S.P. Kell, R.L. Barrett & P.J. Cribb, eds.). Natural History Publications, Sabah. p. 69-89.

Cribb, P. 1998. Orchidaceae. In Prodromus Florae Matogrossensis. Part I. Checklist of Angiosperms (B. Dubs, ed.). Betrona-Verlag, Küsnacht, p. 221-230.

Dubs, B. 1998. Prodromus Florae Matogrossensis. Part I. Checklist of Angiosperms. Betrona-Verlag, Küsnacht.

Gomes-Klein, V.L. & Rizzo, J.A. 2006. Estudos sobre a flora do centrooeste

do Brasil: situação atual e perspectivas. In Os avanços da botânica no início do século XXI (J.E.A. Mariath & R.P. Santos, ed.). Sociedade Botânica do Brasil, Porto Alegre, p. 670-675.

Hoehne, F.C. 1951. Índice bibliográfico e numérico das plantas colhidas

pela Comissão Rondon. Instituto de Botânica, São Paulo.

Mato Grosso do Sul. 2009. Dados Estatísticos de Mato Grosso do Sul 2009. Secretaria de Estado de Meio Ambiente, do Planejamento, da Ciência e Tecnologia, Governo do Estado do Mato Grosso do Sul, Campo Grande.

Ministério do Meio Ambiente. 2012. Mapas de cobertura vegetal dos biomas brasileiros. Disponível em: http://mapas.mma.gov.br/mapas/aplic/probio/datadownload.htm. Acessado em 30.08.2012.

Munhoz, C.B.R. & Felfili, J.M. 2006. Fitossociologia do estrato herbáceosubarbustivo de uma área de campo sujo no Distrito Federal, Brasil. Acta botanica brasilica 20(3): 671-685.

_______. 2008. Fitossociologia do estrato herbáceo-subarbustivo em campo limpo úmido no Brasil Central. Acta botanica brasilica 22(4):905-913.

Ostetto, S. 2015. Orquídeas de Mato Grosso do Sul. Gráfica e Editora

Alvorada, Campo Grande.

Pabst, G.F.J. & Dungs, F. 1975. Orchidaceae Brasilienses, vol. 1. Kurt

Schmersow, Hisdesheim.

_______. 1977. Orchidaceae Brasilienses, vol. 2. Kurt Schmersow, Hisdesheim.

Pagotto, T.C.S. & Souza, P.R. (orgs.). 2006. Biodiversidade do Complexo

Aporé-Sucuriú : subsídios à conservação e ao manejo do Cerrado: área prioritária 316-Jauru. Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Campo Grande.

Paiva Neto, V.B., Lima Junior, M.A., Barros, F., Lima, S.F., Zuffo, M.C.R., Boaretto, A.G., Fernandes, M.A. & Oliveira, J.F. 2011a. Dados preliminares de levantamento florístico de espécies da família Orchidaceae em Chapadão do Sul – MS. In Anais do Encontro sobre Orquídeas Nativas e Adaptadas ao Cerrado Brasileiro (V.B. Paiva Neto, ed.). Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Chapadão do Sul, p. 14-17.

Paiva Neto, V.B., Lima Junior, M.A., Barros, F., Lima, S.F., Zuffo, M.C.R., Boaretto, A.G., Fernandes, M.A. & Zandonadi, G.F. 2011b. Dados preliminares de levantamento florístico de espécies da família Orchidaceae em Costa Rica - MS In Anais do Encontro sobre Orquídeas Nativas e Adaptadas ao Cerrado Brasileiro (V.B. Paiva Neto, ed.). Universidade Federal do Mato Grosso do Sul, Chapadão do Sul, p. 18-21.

Palma, C.B., Inácio, C.D., Jarenkow, J.A. 2008. Florística e estrutura da sinúsia herbácea terrícola de uma floresta estacional de encosta no Parque Estadual de Itapuã, Viamão, Rio Grande do Sul, Brasil. Revista Brasileira de Biociências 6(3): 151-158.

Pellizzaro, K.F., Batista, J.A.N. & Bianchetti, L.B. 2004. O gênero Oncidium Sw. (Orchidaceae) no Distrito Federal, Brasil. Boletim do Herbário Ezequias Paulo Heringer 14: 128-143.

Rech, A.R., Rosa, Y.B.C.J. & Rosa Junior, E.J. 2011. Levantamento e características ecológicas de Orchidaceae da mata ciliar do Rio Dourados, Dourados - MS. Revista Árvore 35(3, suppl. 1): 717-724.

Rodrigues, D.P., Barros, F., Damasceno Júnior & Bortolotto, I.M. 2009. Levantamento da família Orchidaceae no Morro Santa Cruz, Municípios de Corumbá e Ladário, Mato Grosso do Sul, Brasil. Hoehnea 36(4): 613-636.

SpeciesLink. 2012. Disponível em: http://www.splink.org.br/index?lang=pt. Acessado em 20.08.2012.

Thiers, B. 2012 [continuously updated]. Index Herbariorum: A global directory of public herbaria and associated staff. New York Botanical Garden’s Virtual Herbarium. New York Boanical Garden, New York. Disponível em: http://sweetgum.nybg.org/ih/. Acessado em 30.08.2012.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Caros pesquisadores,

A revista Iheringa, Série Botânica está aberta à submissão de manuscritos. No entanto, alertamos que a Fundação Zoobotânica do Rio Grande do Sul encontra-se sob ameaça de extinção pelo PL n° 246/16 encaminhado e aprovado na Assembleia Legislativa, o que poderá comprometer a publicação dos artigos.

Atenciosamente,

Corpo Editorial.

 

Dear Researchers,

The magazine Iheringia, Série Botânica is open to submit manuscript. However, we warn that the Zoobotanical Foundation of Rio Grande do Sul is under threat of extinction by PL no. 246/16 sent and approved in the Legislative Assembly, we were obliged to temporarily interrupt the receipt of manuscripts to the Journal.

Yours sincerely,

Editorial Board.


ISSN: 2446-8231

Indexadores: Aquatic Sciences and Fisheries Abstract (ASFA) | Biological Abstract | Biosis Previews | Google Acadêmico | Latindex | Qualis-CAPES | Scopus | Web of Science – Institute for Scientific Information (ISI)