Caracterização da vegetação e espécies para a recuperação de florestas ribeirinhas na Campanha Gaúcha, bioma Pampa

Ana Claudia Bentancor Araujo, Helio Junior Bentancor Araujo, Solon Jonas Longhi

Resumo


Com o objetivo de indicar espécies para restaurar ambientes florestais ribeirinhos, utilizou-se métodos de classificação que buscam agrupar conjuntos de indivíduos com características semelhantes, definindo agrupamentos com base na composição florística. Para isso, inventariou-se 1 ha de vegetação em um trecho de floresta ribeirinha em Sant’Ana do Livramento, Rio Grande do Sul. Nessa área foram medidos e identificados os indivíduos arbóreos e arbustivos com diâmetro a altura do peito ≥ 5 cm. Na vegetação foram encontrados três grupos florísticos e para a recuperação ambiental de áreas perturbadas, com características ambientais semelhantes, recomendou-se o uso de Ocotea acutifolia (Nees) Mez, Pouteria salicifolia (Spreng.) Radlk.,Gymnanthes klotzschiana Müll. Arg., Eugenia uniflora L., Allophylus edulis (A.St.-Hil. et al.) Hieron. ex Niederl., Blepharocalyx salicifolius (Kunth) O. Berg,Prunus myrtifolia (L.) Urb., Scutia buxifolia Reissek, Nectandra megapotamica (Spreng.) Mez e Styrax leprosus Hook. & Arn.

Palavras-chave


análise de agrupamento, fitossociologia, restauração ecológica

Texto completo:

PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2446-8231

Indexadores: Aquatic Sciences and Fisheries Abstract (ASFA) | Biological Abstract | Biosis Previews | Google Acadêmico | Latindex | Qualis-CAPES | Scopus | Web of Science – Institute for Scientific Information (ISI)