Fragilaria longifusiformis (Hains & Sebring) Siver et al. (Diatomeae) em rios e reservatórios subtropicais

Thelma Alvim Veiga Ludwig, Priscila Izabel Tremarin, Marcele Laux, André Andrian Padial, Lezilda Carvalho Torgan

Resumo


Fragilaria longifusiformis (Hains & Sebring) Siver et al. é uma diatomácea de hábito planctônico, com ampla distribuição mundial, porém são raros os registros sobre sua ocorrência em águas brasileiras. Acredita-se que as ornamentações da face valvar, inconspícuas sob microscopia óptica, comprometem a identificação acurada da espécie, causando inclusive, confusão com outras espécies semelhantes de Fragilaria Lyngbye e Synedra Ehrenberg, ou ainda, com Nitzschia Hassall. Os objetivos do estudo foram ilustrar a variabilidade morfológica de espécimes sulbrasileiros com e sem plastídeo, detalhar a ultraestrutura do táxon e confirmar a distribuição geográfica das populações em reservatórios e rios da região. Amostragens de fitoplâncton foram realizadas nos anos de 2007 a 2011. As características morfológicas das populações brasileiras de F. longifusiformis foram condizentes com a circunscrição da espécie, exceto por alguns exemplares com menores dimensões valvares.


Palavras-chave


diatomácea planctônica, Fragilariophyceae, sul do Brasil

Texto completo:

PDF

Referências


Bicudo, C.E.M. & Menezes, M. 2006. Gêneros de algas de águas continentais do Brasil. Rima, São Paulo. 502p.

Brassac, N.M. 1999. Diatomoflórula dos rios da área de influência da usina hidrelétrica de Salto Caxias, bacia do rio Iguaçu, Paraná 400f. Dissertação de mestrado, Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

Carneiro, L.A. 2007. Fragilariophyceae (Ochrophyta) de águas doces do estado de São Paulo: levantamento florístico 196f. Tese de doutorado, Instituto de Botânica de São Paulo, São Paulo.

Hustedt, F. 1930. Bacillariophyta (Diatomeae). Jena: G Fisher. 466p. (Die Süsswasser-Flora Mitteleuropas. Ed A. Pasher, 10).

Laux, M. & Torgan, L.C. 2011. Diatomáceas com plastídeos no plâncton da foz dos rios do Delta do Jacuí, sul do Brasil: um complemento à taxonomia

tradicional. Iheringia. Série Botânica 66(1):109-132.

Ludwig, T.A.V. 1987. Diatomoflórula do parque regional do Iguaçu, Curitiba, Paraná. 266f. Dissertação de mestrado, Universidade Federal do Paraná, Curitiba.

Magrin, A.G.E. & Senna, P.A.C. 2000. Diatomáceas (Bacillariophyta) da lagoa do Diogo e seus trechos fluviais: córrego Cafundó e rio Mogi-Guaçu. 1. Classes Coscinodiscophyceae e Fragilariophyceae. In Estudos Integrados em Ecossistemas - Estação Ecológica de Jataí (J.S.R. Pires & J.E. dos Santos, orgs), editora Rima, São Carlos, São Paulo.

Moreira-Filho, H. & Valente-Moreira, I.M. 1981. Avaliação taxonômica e ecológica das diatomáceas (Bacillariophyceae) epífitas em algas pluricelulares obtidas nos litorais dos estados do Paraná, Santa

Catarina e São Paulo. Boletim do Museu Botânico Municipal 47: 1-17.

Prasad, A.K.S.K., Nienow, J.A. & Riddle, K.A. 2001. Fine structure, taxonomy and systematic of Reimerothrix (Fragilariaceae: Bacillariophyta), a new genus of synedroid diatoms from Florida Bay, USA. Phycologia 40(1):35-46.

Round, F.E., Crawford, R.M. & Mann, D.G. 1990. The Diatoms - biology and morphology of the genera. Cambridge University Press, Cambridge. 747 p.

Simonsen, R. 1974. The diatom plankton of the Indian Ocean Expedition of R/V “Meteor”. “Meteor” Forschungen-Ergebnisse 19 D:1-107.

Siver, P.A., Morales, E.A., Van de Vijver, B., Smots, M., Hamilton, P.B., Lange-Bertalot, H. & Hains, J.J. 2006. Observations on Fragilaria longifusiformis comb. nov. et nom. nov. (Bacillariophyceae), a

widespread planktic diatom documented from North America and Europe. Phycological Research 54:183- 192.

Utermöhl, H. 1958. Zur Vervollkommung der quantitativem Phytoplankton-Methodik. Mitteilung Internationale Vereinigung für Theoretische and Angewandte Limnologie 9: 1-38.

Visinoni, N.C. D. 2002. Diatomáceas de rios da região metropolitana de Curitiba, Paraná, Brasil: Coscinodiscophyceae, Fragilariophyceae e

Bacillariophyceae (Achnanthales e Bacillariales) 131f. Dissertação de mestrado, Universidade Federal do Paraná. Curitiba.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2446-8231

Indexadores: Aquatic Sciences and Fisheries Abstract (ASFA) | Biological Abstract | Biosis Previews | Google Acadêmico | Latindex | Qualis-CAPES | Scopus | Web of Science – Institute for Scientific Information (ISI)