Enraizamento de estacas herbáceas de quatro genótipos de kiwizeiros submetidas a tratamento com Ácido Indolbutírico

Leonardo Zucuni Guasso, Augusto Sassi, Samar Velho da Silveira, Francisco Antonello Marodin, Paulo Vitor Dutra de Souza

Resumo


A estaquia é uma alternativa para propagação de kiwizeiro, seja para a obtenção do porta-enxerto, ou enraizamento direto da variedade copa. Como é um método exclusivamente clonal, não há perda das características agronômicas de interesse. O objetivo foi avaliar o enraizamento de estacas herbáceas de ‘Bruno’, ‘Elmwood’ e ‘Matua’ (Actinidia deliciosa) e ‘MG06’ (Actinidia chinensis) submetidos a tratamento com Ácido Indolbutírico (AIB). As estacas foram imergidas, na sua base, nas concentrações de zero, 1.000, 2.000, 4.000, 6.000 e 8.000 mgL-1 de AIB. Transcorridos 90 dias, avaliou-se: percentagem de estacas enraizadas, com calos e retenção foliar; comprimento das três maiores raízes; número de raízes e massa da matéria seca de raízes. O enraizamento de ‘MG06’ é superior a ‘Elmwood’ e ‘Matua’, não diferindo de ‘Bruno’. ‘Matua’ apresentou o menor enraizamento. O AIB incrementa a percentagem de enraizamento, sendo que com a concentração estimada de 4.640 mgL-1 pode-se obter 48,9% de estacas enraizadas.

Palavras-chave


auxinas, estaquia, kiwi, propagação vegetativa.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21826/2446-82312020v75e2020016

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2446-8231

Indexadores: Aquatic Sciences and Fisheries Abstract (ASFA) | Biological Abstract | Biosis Previews | Google Acadêmico | Latindex | Qualis-CAPES | Scopus | Web of Science – Institute for Scientific Information (ISI)