Banco de sementes em reflorestamento, borda e interior de remanescente de floresta estacional semidecidual no sul do Brasil

Larissa Rafaela Bargoena, Alba Lúcia Cavalheiro, Edmilson Bianchini

Resumo


Com o intuito de comparar a composição do banco de sementes em fragmento de floresta estacional semidecidual e em reflorestamento adjacente, foram coletadas 60 amostras de solo em quatro transectos alocados no interior da floresta (TIF), borda da floresta (TBF), borda do reflorestamento (TBR) e interior do reflorestamento (TIR). Estas amostras foram mantidas em bancadas em casa de vegetação e monitoradas por oito meses. O banco de sementes foi registrado pelo método de emergência de plântulas. O TIF apresentou a maior riqueza de arbóreas, enquanto nos outros transectos houve o predomínio de herbáceas e de espécies anemocóricas. Destaca-se a ocorrência de espécies exóticas no banco. A baixa riqueza de espécies arbóreas no banco de sementes do reflorestamento, mesmo estando vizinho a um fragmento conservado, sugere que ações de manejo devem ser avaliadas e implementadas a fim de acelerar o processo sucessional.

Palavras-chave


diversidade, monitoramento, restauração, sementes, sucessão.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.21826/2446-82312020v75e2020008

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


ISSN: 2446-8231

Indexadores: Aquatic Sciences and Fisheries Abstract (ASFA) | Biological Abstract | Biosis Previews | Google Acadêmico | Latindex | Qualis-CAPES | Scopus | Web of Science – Institute for Scientific Information (ISI)